segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Certo ou errado


Sim, eu sei que faz meses que não posto aqui. Desculpem-me.

Vim comentar uma coisa que tem me incomodado profundamente nos blogs, programas de tv, revistas e afins... Essas seções de "certo ou errado". Eu me formei em moda, não para ser perita em dizer se algo é cafona ou não, mas para entender melhor essa forma de expressão tão subestimada. Pensa-se que entender de moda é saber fazer combinações e montar looks. Se fosse só isso, bastava um mês de curso e pronto, era uma profissional apta a atuar.

Não estou menosprezando de maneira nenhuma a profissão de consultora de estilo e imagem, elas são importantes e tem sua função, e a fazem do melhor jeito, analisando a individualidade e respeitando o gosto pessoal. Digo dessas pseudo-entendedoras de moda [entendedora de moda é um título que eu jamais me daria, pois quem entende algo que é tão subjetivo?] que classificam e desclassificam pessoas e o que elas usam conforme sua vontade, sendo que muitas vezes são pessoas que nem conhecem e que nada sabem sobre.

Irrita-me muito isso, pois uma pessoa quando se veste, veste-se primeiramente para ela mesma, e se ela está feliz, quem somos eu e você para julgar. Aquilo que melhor aprendi com a faculdade de moda foi que as pessoas são diferentes, pensam e vêem coisas diferentes, e que isso me impede de dizer se isso é certo ou errado. Afinal quem conheceu tudo a ponto de não ver mais nada diferente?

Outra coisa de extrema irritação é que qualquer menina que compra roupinha de grife hoje em dia se acha entendida de moda. Acha que assinar Vogue qualifica ela como "fashionista". Devo dizer a esta que um psicólogo ou um economista estão mais próximos dessa função. Porque entender de moda é algo muito mais amplo, é conhecer dinâmica de mercado, comportamento do consumidor, colheita do algodão, efeitos sensoriais... uma gama muito ampla de conhecimentos.

E quantas vezes já vi gente dizendo que faculdade de moda é coisa de menina desocupada e fútil. Bom, amigo, sendo o terceiro mercado que mais movimenta dinheiro no mundo, meninas fúteis tão sabendo fazer o dinheiro circular muito bem, obrigada [tão bem quanto os amigos engenheiros].

Sei que esse post ficou em um tom meio agressivo, mas é porque faz tempo que penso sobre isso e só me indignava mais. Desculpe despejar assim, mas sei que vai ter quem concorde comigo.

Boa semana.

2 comentários:

  1. Concordo com você! E por muito tempo achei que curso de moda era algo de pouca ou nenhuma importância até realmente conhecer como funcionava um.

    Hoje em dia pessoas que acham que são algo que não são (seja no ramo da moda, musica, informática e por aí vai...), se sentem no direito de falar o que vier em suas cabeças, e o pior de tudo são as pessoas sem senso crítico algum, que lhes dão ouvidos.

    Mas é a vida né?

    Parabéns minha linda, você é sempre
    perfeita com as palavras!

    ;*

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem??
    Estava passeando pelos blogs por aí e conheci o seu! Adorei!!

    Flor, tenho um blog de moda, maquiagem, decoração e fotografia e um canal de beleza que está ficando super conhecido! E acho que você adoraria conhece-los!

    O canal do Youtube é http://www.youtube.com/user/blogdareh

    Se você gostar, peço que sigas meu blog e se inscreva no meu canal do Youtube! Se vc seguir não se esqueça de me avisar com um comentário no meu blog que te sigo aqui também flor!
    Meu blog NÃO é o “Viciodemenina” (esse só sou parceira) e sim é o RE-BECAH. :)
    Beeeijooos, te espero lá no

    http://re-becah.blogspot.com

    ResponderExcluir